image

Shakira é inocentada pela Justiça espanhola em processo de plágio

O Tribunal Comercial nº 12 de Madrid inocentou a cantora Shakira e o produtor Carlos Vives da acusação de plágio. A cantora e o produtor respondiam a processo movido pelo cubano Liván Castellano Valdés, que os acusava de ter copiado trechos da canção "Yo Te Quiero Tanto" e adaptada para "La Bicicleta", lançada em 2016. 

O julgamento foi realizado em março deste ano. Na ocasião, Shakira defendeu a "completa originalidade" de sua música e afirmou que não conhecia Castellano. Ela também disse que a canção "Yo Te Quiero Tanto", do cubano, não tem melodia e nem temáticas parecidas com "La Bicicleta". 

Segundo o site "20 Minutos", Shakira contou no tribunal que Carlos Vives mandou para ela o demo da música "La Bicicleta" e ela contribuiu com mais um refrão e a melodia. O juiz acabou entendendo que a frase supostamente plagiada, "yo te quiero tanto" se trata de "uma expressão comum, usada em todos os tipos de canções e textos". 

O tribunal também se referiu à declaração de Shakira como "coerente e detalhada". O juiz também afirmou que "quanto à melodia não há coincidências e a velocidade do ritmo e da harmonia também são diferentes". Por isso, não houve configuração do plágio na composição musical. 

Entenda o caso

Shakira recebeu uma intimação da Justiça espanhola, em 2017, afirmando que ela, o produtor Carlos Vives e outras produtoras estavam sendo processados por plágio por conta da música "La Bicicleta", vencedora do Grammy Latino de 2016. 

O produtor Liván Castellano Valdés e sua editora Maryla Dianik Romey, da MDBR Music Publishing, abriram o processo em 2017 e, além da cantora, acusaram também Carlos Vives, Andres Eduardo Castro e a Sony Music Publishing Latina, além de outros nove produtores. 

Fonte: O Dia